Dilma Rousseff ficará internada no Sírio-Libanês

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ficará internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde deverá ser submetida a novos exames na manhã desta segunda-feira, 19. Ela chegou ao hospital por volta das 3h.

Agência Estado |

Leia a seguir a íntegra do boletim médico divulgado há pouco pela equipe do hospital:

"A sra. ministra da Casa Civil Dilma Rousseff apresentou dor de forte intensidade nos membros inferiores, necessitando de medicação endovenosa. A paciente deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, às 3h do dia 19 de maio, para a realização de exames. A sra. ministra submeteu-se a uma ressonância magnética que mostrou-se dentro da normalidade. Durante o dia de hoje continuará submetendo-se a novos exames."

Assinam o boletim o diretor técnico do hospital, Antônio Carlos Onofre de Lira, e o diretor clínico, Riad Younes. Dilma trabalhava ontem em Brasília quando sentiu fortes dores nas pernas e foi orientada por seus médicos a seguir para a capital paulista, onde faz tratamento contra câncer linfático.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG