Dilma Rousseff é internada por miopatia

Rio de Janeiro, 19 mai (EFE).- A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, foi hospitalizada na madrugada de hoje com fortes dores nas pernas devido a uma miopatia, informaram fontes médicas.

EFE |

Dilma foi submetida a diferentes exames e foi diagnosticada uma miopatia (afecção muscular), mas se encontra em situação estável e sob efeito de analgésicos, segundo o boletim divulgado às 12h pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo.

O boletim médico não indica quando a ministra receberá alta.

Algumas versões chegaram a atribuir inicialmente as dores a um efeito da quimioterapia à qual Dilma está sendo submetida para tratar um linfoma.

A ministra, que reclamou de dores de forte intensidade nas pernas e teve que receber medicamento intravenoso, foi submetida a uma ressonância magnética que teve resultado normal, afirma o boletim.

A Casa Civil divulgou um comunicado na madrugada para informar que a ministra tinha viajado a São Paulo para uma avaliação médica.

A funcionária reclamou de dores na tarde da segunda-feira em seu gabinete, em Brasília, e os remédios receitados deram apenas alívio momentâneo, por isso preferiu ser atendida pelos médicos que a estão tratando contra o câncer.

Dilma está sendo submetida à quimioterapia de forma preventiva, porque, até agora, os médicos encontraram um pequeno tumor em seu organismo, que foi extraído de forma bem-sucedida e precoce no mês passado.

De acordo com os médicos, a quimioterapia pode garantir que o problema não se repita. EFE cm/an

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG