Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Dilma pode ter pego gripe suína em Copenhague

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pode ter contraído o vírus da gripe A H1N1 em Copenhague, durante a 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Dilma soube que estava com a gripe popularmente chamada de suína no dia 23 de dezembro, de acordo com sua assessoria. O diagnóstico foi feito no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde a ministra fazia exames de rotina por conta do câncer linfático que teve recentemente. O câncer está curado, reafirmaram os exames.

Matheus Leitão, iG Brasília |


A ministra começou a sentir os sintomas da gripe no dia 22 de dezembro. Por isso, faltou ao jantar oferecido pelo presidente Lula à sua equipe, na Granja do Torto. Como o vírus da gripe A H1N1 fica dez dias incubado, os médicos suspeitam que ela contraiu a doença na conferência contra o aquecimento global. Um dia depois do diagnóstico, Dilma Rousseff passou a tomar o medicamento Tamiflu.

No domingo, dia 27 de dezembro, a ministra já estava sem os sintomas da gripe o que os médicos consideram normal nestes casos.

"Não sabemos onde ela pegou a gripe. Pode ter sido em qualquer lugar porque o vírus está circulando no Brasil. Isso não faz a menor diferença. Ela está bem. Não tem mais nenhum sintoma e volta a trabalhar na segunda-feira por uma decisão pessoal dela. Do ponto de vista médico não há impedimento algum", explica o oncologista Paulo Hoff, um dos médicos responsáveis pelo tratamento da ministra.

Ainda de acordo com Hoff, a gripe "não provoca efeito nenhum em relação ao tumor". "Quanto a isso também está está tudo tranquilo", completa.

O retorno de Dilma ao trabalho não foi adiado por conta da gripe. Suas férias já haviam sido programadas antes do Natal e ela seguiu o roteiro normal. Deveria ter voltado na ultima quarta-feira, 6 de janeiro, mas preferiu se recuperar da doença por mais alguns dias. Na segunda-feira, dia 11 de janeiro, volta ao trabalho normalmente, informou sua assessoria. Seguirá viajando com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva todas as semanas.

Leia mais sobre: Dilma Rousseff

*Com Ricardo Galhardo

Leia tudo sobre: dilma rousseffministra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG