Dilma pede que prefeitos mostrem projetos para PAC 2

A ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, elogiou hoje os prefeitos, afirmando que eles participam de todos os programas de envergadura do governo federal e sugerindo que montem seus bancos de projetos para aproveitar os recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, que será lançado no final de março. Não faltará recursos para quem tiver projetos, garantiu, para uma plateia de cerca de cem administradores municipais e mais 600 secretários, vereadores, deputados, assessores e militantes reunidos no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Agência Estado |

Dilma também agradou os ouvintes lembrando que, apesar de ser mineira, passou a metade da sua vida no Rio Grande do Sul e assumiu a condição de "gaúcha de propósito" que o escritor Luis Fernando Verissimo lhe atribuiu há alguns anos. Organizado pelo prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, o evento recebeu o nome de "O PAC e o Futuro do Brasil". Entre os convidados estavam políticos de diversos partidos da base de apoio ao governo federal.

Na palestra, a ministra disse que o governo federal já investiu 60% dos R$ 638 bilhões previstos para o PAC 1 e adiantou que o PAC 2 terá como prioridade a solução de problemas urbanos, como saneamento, transporte, creches e segurança. Dilma não citou o valor dos novos investimentos e destacou que é obrigação do atual governo federal deixar programas previstos para quem vier a sucedê-lo. Embora tenha evitado abordar a campanha política, Dilma deixou escapar temas de comparações com gestões federais anteriores que farão parte do debate eleitoral deste ano ao reiterar que não havia investimentos em habitação e que o Brasil passou deixou de recorrer a empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG