Dilma inicia maratona política na 2ª quinzena de janeiro

No aquecimento para o 4º Congresso do PT, que em fevereiro homologará sua candidatura à Presidência e as diretrizes do programa de governo, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, vai viajar todo fim de semana, a partir da segunda quinzena de janeiro, quando voltar de férias. A maratona servirá não apenas para aproximar a candidata do PT de seu partido como para ajudar a resolver pendências na montagem de palanques com o PMDB nos Estados.

Agência Estado |

O roteiro preparado pelo comando da campanha de Dilma prevê encontros com dirigentes do PT e políticos de outras siglas da base aliada nas noites de sexta-feira, após o expediente de trabalho. Aos sábados, a ideia é promover reuniões com governadores, empresários, representantes de movimentos sociais e de sindicatos.

Marcado para ocorrer de 18 a 21 de fevereiro, em Brasília, o Congresso do PT também aprovará a política de alianças que vai sustentar a candidatura de Dilma e a tática eleitoral, mas a ministra só deixará o cargo no fim de março ou início de abril.

É nesse megaencontro que a primeira versão da plataforma de governo passará pelo crivo dos petistas. "O nosso programa final só aparecerá com a candidata, em julho", disse a deputada Maria do Rosário (PT-RS), que integra a comissão encarregada de definir os principais eixos do documento. "Não vamos antecipar nada porque existe muita pirataria política." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG