Dilma: haverá trabalho para todos após transposição

Em discurso no canteiro de obras da transposição do Rio São Francisco, a ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata à Presidência, Dilma Rousseff, disse que o projeto garantirá emprego, moradia e água com qualidade para as famílias do semiárido nordestino. Esta é uma das maiores obras já feitas no mundo que beneficiará 12 milhões de pessoas, o que significa vida e que nossos filhos não serão vítimas de doenças, disse em Cabrobó, Pernambuco.

Agência Estado |

Dilma Rousseff, que estava no palanque ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou a parafrasear o líder sertanejo Antonio Conselheiro ao defender o principal programa de infraestrutura do governo no Nordeste. Pouco antes, o cantador Antonio Marinho havia citado o chefe do arraial de Canudos destruído pelo exército no sertão baiano, em 1897.

A ministra fez um discurso voltado para o eleitorado feminino. "Eu queria dar um abraço em todas as mulheres que estão aqui". Em seguida, ressaltou que as águas que chegarão com os canais que estão sendo construídos, serão de "boa qualidade" e assegurou que, ao final das obras, haverá oferta de trabalho na região. "Não vai faltar trabalho para nenhum de vocês quando esta obra acabar. Daqui para frente, o Brasil terá desenvolvimento com trabalho para o seu povo e felicidade para as famílias. Vamos ter oportunidade de criar nossos filhos num futuro de esperança".

Elogios

Dilma e o também pré-candidato à Presidência, Ciro Gomes (PSB-SP) trocaram gentilezas em seus discursos. Ciro, segundo Dilma, "é um grande companheiro de todas as horas, sobretudo das horas mais difíceis, é uma pessoa em quem a gente pode confiar".

Já Ciro, após definir Dilma como uma "forte guerreira", afirmou: "O Brasil ainda vai falar muito dela. O Brasil precisa conhecer esta mulher".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG