Dilma evita polêmica sobre candidato a vice-presidente

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, evitou nesta segunda-feira comentar a polêmica sobre a escolha do vice de sua futura chapa para a eleição presidencial de 2010. O tema ganhou importância depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugeriu que o PMDB apresentasse à ministra uma lista tríplice para que Dilma pudesse escolher seu companheiro de chapa. A declaração provocou forte reação entre os peemedebistas, que rechaçaram a ideia.

Reuters |

"Eu só sou pré-candidata a partir de fevereiro. Até lá, eu não posso negociar... eu só vou ter legitimidade para fazer qualquer negociação quando for escolhida, por exemplo, pelo PT", disse Dilma a jornalistas.

A ministra destacou que, por enquanto, as negociações sobre as futuras alianças do PT são feitas pelos dirigentes do partido.

"Sendo escolhida pelo PT, eu como pré-candidata posso começar a fazer negociações tentativas."

(Reportagem de Brian Ellsworth)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG