Dilma evita comentar investigação da PF sobre dossiê

BRASÍLIA - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta terça-feira que não irá comentar as investigações da Polícia Federal (PF) sobre o suposto dossiê dos gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e sua esposa, Ruth Cardoso. Dilma participou nesta manhã do lançamento do programa Banda Larga nas Escolas.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Eu não darei entrevista sobre este assunto. Enquanto a PF estiver investigando, eu não falo, disse a ministra.

Na manhã de segunda-feira, o ministro da Justiça, Tarso Genro, comunicou ao diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, o pedido da ministra Dilma para verificar a necessidade de abertura de um inquérito para apurar o vazamento do dossiê com informações dos gastos sigilosos do governo FHC. Em nota, Tarso afirmou que caberá à PF decidir se abrirá ou não um inquérito para apurar o vazamento.

O diretor-geral em exercício da Polícia Federal, Romero Luciano Lucena de Menezes, determinou a abertura de um inquérito para apurar o vazamento do dossiê. Na ocasião, o ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou que a Polícia Federal vai concentrar as investigações no vazamento e não no responsável pela montagem do dossiê. A PF vai investigar delitos. Não vai investigar situações políticas, disse.

Leia mais sobre: Dilma

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG