Dilma evita comentar declarações de Jarbas sobre PMDB

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao sair hoje de uma cerimônia, no Palácio do Planalto, quis ser gentil com a imprensa e dispôs-se a responder a uma pergunta dos jornalistas. Uma resposta.

Agência Estado |

Estou atrasada e até tirei o relógio para vocês verem", disse ela, cordialmente. Mas mudou de ideia imediatamente quando ouviu que a pergunta era sobre o PMDB e os ataques do senador Jarbas Vasconcelos (PE) à cúpula da legenda, que integra a base aliada.

Imediatamente, Dilma virou de costas e começou a subir as escadas em direção ao seu gabinete, reclamando. "Ah não, gente.....Me desculpem...", desabafou a ministra, encerrando a entrevista que nem chegou a ser iniciada. Em seguida, já na escada, diante da insistência dos jornalistas, argumentando que era importante falar sobre o tema, abriu os braços e disparou: "Tem dó, né?".

Pouco antes, ao participar, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da cerimônia de entrega de Prêmio Brasil de Esporte e Lazer de Inclusão Social, a expressão sisuda da ministra Dilma, roendo unhas, demonstrando preocupação, contrastava com o ar de descontração total do presidente, que chegou a brincar com as crianças, colocando as duas mãos nos olhos, fazendo careta para elas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG