Dilma está livre do câncer, dizem médicos

Rio de Janeiro, 28 set (EFE).- A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, está livre do câncer linfático do qual vinha sendo tratada, asseguraram hoje seus médicos em comunicado.

EFE |

"Após exaustivos exames foi constatado que o tratamento atingiu o resultado esperado e que a ministra Dilma Rousseff se encontra livre de qualquer evidência de linfoma (câncer no sistema linfático)", diz a nota dos médicos do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

De acordo com os médicos, Dilma apresenta um "estado geral de saúde excelente" e pode retornar a sua rotina normal.

A ministra foi submetida em abril passado a uma operação para a retirada de um nódulo em um gânglio linfático de uma axila, cuja biópsia permitiu aos médicos diagnosticar o linfoma.

Apesar de na época os médicos terem reconhecido que com o diagnóstico precoce e a retirada do nódulo afetado poderia ser descartada uma metástases, recomendaram um tratamento preventivo de quimioterapia seguido por um de radioterapia.

O tratamento, que concluiu este mês e que obrigou a ministra a usar peruca pela perda de cabelos, foi considerado um sucesso pelos médicos, que fizeram os últimos exames de revisão na semana passada.

Apesar de a candidatura da ministra não ter sido apresentada oficialmente e de Dilma Rousseff se negar a se pronunciar sobre a mesma, tanto Lula como os dirigentes do PT a dão como um fato.

A ministra aparece em segundo lugar em todas as pesquisas sobre intenção de voto, atrás do atual governador de São Paulo, José Serra. EFE cm/rr

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG