Em um movimento de aproximação com o eleitorado evangélico, a ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, recebeu nesta quinta-feira líderes de várias igrejas, que participaram da cerimônia de sanção da lei que cria o dia nacional da marcha evangélica. Entre os presentes, o casal Estevam e Sônia Hernandes, da Igreja Renascer em Cristo, que http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/08/01/casal+hernandes+antecipa+volta+ao+brasil+7634923.html target=_topretornou ao Brasil há um mês dos Estados Unidos após cumprir pena por não declarar US$ 56 mil ao entrar naquele país.


Antes do início da cerimônia, Estevam Hernandes fez questão de puxar uma oração pela saúde da ministra Dilma, que hoje deu entrevista dizendo que está curada do câncer linfático. Dilma é a candidata do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência em 2010.

"Oramos por ela, pela família dela e pela saúde dela", disse Estevam ao deixar a sala de cerimônias do CCBB, atual sede do governo.

Após a bênção à ministra, o casal Hernandes convidou Dilma para participar, no dia 2 de novembro, em São Paulo, da Marcha para Jesus, quando pretende reunir pelo menos quatro milhões de pessoas.

"Ela disse que, se for possível, estará sim presente", contou Hernandes, que não quis falar em apoio à candidatura da petista às eleições presidenciais de 2010. "É muito cedo para falar em apoio a candidatos", respondeu. Os evangélicos representam hoje, segundo estimativas das igrejas, cerca de 15% do eleitorado nacional.

Leia mais sobre:  Igreja Renascer  - Dilma Rousseff

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.