A ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse que viu com naturalidade a decisão do ministro auxiliar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Joelson Dias de multar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ter feito propaganda eleitoral antecipada, a favor dela, em evento ocorrido em maio do ano passado, no Rio. Vejo com muita naturalidade.

Vamos recorrer", disse a ministra, ao chegar para a reunião do Conselho de Administração da Petrobras. Na ação do PSDB, o partido pedia que Dilma também fosse punida pela mesma acusação. No entanto, o ministro do TSE considerou que a ministra não podia prever que seu nome seria aclamado no evento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.