BRASÍLIA - A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira que os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) serão mantidos mesmo diante da crise financeira internacional. Na avaliação de Rouseff, ¿a manutenção dos investimentos no PAC e no pré-sal, a manutenção programas sociais e o corte de gastos de custeio¿ ajudarão o País a enfrentar as turbulências do mercado mundial.

Dilma Rousseff, em audiência pública na Câmara dos Deputados, disse ainda que o governo prevê que o PAC terá usado R$ 636 bilhões até 2010 em obras de infra-estrutura.

Na avaliação da ministra, a economia nacional ainda não foi afetada a ponto de tornar necessário um corte nas verbas do PAC. Vou apresentar a verdade, e a verdade é que no PAC nós não temos nenhuma hipótese de redução, até porque não existem motivos econômicos, nem técnicos que sustentem uma redução.

Leia mais sobre: obras do PAC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.