PORTO ALEGRE - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, anunciou, na manhã desta quinta-feira, que está curada do câncer no sistema linfático, detectado em abril deste ano.

Agência Brasil
Dilma diz ter sorte de câncer ter sido descoberto logo
Durante entrevista ao programa "Gaúcha Atualidade", da Rádio Gaúcha, em Porto Alegre, Dilma disse que concluiu o tratamento de radioterapia e, na próxima semana, irá realizar os exames complementares.

"Vou antecipar aqui um anúncio que, do ponto de vista dos médicos, estou curada", disse. A ministra deve fazer nos próximos dias um anúnico oficial sobre a sua doença. "Estou com esperança e na torcida", afirmou.

O caso

No dia 25 de abril, a provável candidata do PT ao Planalto em 2010 informou a descoberta de um linfoma, câncer no sistema linfático, detectado na axila esquerda. O tumor de 2,5 centímetros estava em estágio inicial, segundo os médicos, e foi retirado em uma cirurgia de 45 minutos no Hospital Sírio-Libanês.

O tratamento de quimioterapia durou quatro meses e foi aplicado em sessões realizadas a cada três semanas. Apesar de não haver nenhuma evidência de que a doença estivesse ativa, os médicos realizaram a quimioterapia de forma preventiva.

Acho que na vida de todos nós, você sempre fica diante de problemas, desafios, opções. Esse é mais um desafio que vou ter na minha vida, disse a ministra à época da descoberta. Ela ressaltou também a importância das pessoas fazerem exames periódicos e preventivos. Ninguém gosta de saber que está com uma doença. Mas recebo com tranqüilidade no seguinte aspecto: tive sorte de ter o diagnóstico precoce, afirmou.

Leia mais sobre: Dilma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.