Assim como o PAC, o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida pode ganhar uma nova fase. Durante palestra para empresários do ramo moveleiro, em Caxias do Sul, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, sinalizou que quer incrementar o programa, uma das principais vitrines eleitorais do governo Lula, com o financiamento de móveis das moradias. E foi além: ¿Quem sabe a gente não faz também uma linha de financiamento para geladeira e fogão¿, sugeriu a ex-ministra que, em seguida, foi aplaudida." / incrementar programa habitacional - Brasil - iG" / Assim como o PAC, o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida pode ganhar uma nova fase. Durante palestra para empresários do ramo moveleiro, em Caxias do Sul, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, sinalizou que quer incrementar o programa, uma das principais vitrines eleitorais do governo Lula, com o financiamento de móveis das moradias. E foi além: ¿Quem sabe a gente não faz também uma linha de financiamento para geladeira e fogão¿, sugeriu a ex-ministra que, em seguida, foi aplaudida." /

Dilma diz a empresários que pretende incrementar programa habitacional

http://images.ig.com.br/ult_us/selo_eleicoes.jpg align=leftAssim como o PAC, o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida pode ganhar uma nova fase. Durante palestra para empresários do ramo moveleiro, em Caxias do Sul, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, sinalizou que quer incrementar o programa, uma das principais vitrines eleitorais do governo Lula, com o financiamento de móveis das moradias. E foi além: ¿Quem sabe a gente não faz também uma linha de financiamento para geladeira e fogão¿, sugeriu a ex-ministra que, em seguida, foi aplaudida.

Andréia Sadi, enviada ao Rio Grande do Sul |

O programa Minha Casa, Minha Vida completou um ano de lançamento na última terça-feira, com a contratação de 408.674 unidades habitacionais, no valor de R$ 21,5 bilhões, que corresponde a 41% da meta do programa de 1 milhão de moradias às famílias com renda mensal de até dez salários mínimos (R$ 5,1 mil).

O balanço do Minha Casa, Minha Vida foi divulgado hoje pelo ministro das Cidades, Márcio Fortes. Ele disse que a Caixa Econômica Federal, operadora do programa, recebeu até agora 3.966 propostas de empreendimentos, o equivalente a 813.719 unidades habitacionais, ou 81% da meta, e equivalente a investimentos de R$ 45,67 bilhões.

Dilma falou para quase 400 empresários no Rio Grande do Sul, onde cumpre intensa agenda de três dias. Para assisti-la, foi cobrado um valor de R$ 40. Além do Minha Casa Minha Vida, Dilma falou aos empresários de outras bandeiras do governo, como o PAC 2 e Bolsa Família.

Em seguida, Dilma foi a um centro educativo também em Caxias onde assistiu a uma apresentação musical de jovens e posou para fotos com crianças.
Amanhã, finaliza agenda no Sul com encontro com movimentos sociais, em Porto Alegre.

Palanques

O Rio Grande do Sul é um dos Estados onde o PT enfrenta grande resistência do eleitorado. Para suceder a atual governador Yeda Crusius (PSDB), o PT lançou o ex-ministro Tarso Genro. O PMDB também terá candidato: o ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça vai entrar na disputa.

Ontem, a ex-ministra não descartou subir em dois palanques no Estado. Presente ao evento nesta sexta, Tarso Genro  negou que o impasse prejudique a candidatura dela: A Dilma poderia ter 3, 4 palanques. Quanto mais, melhor, ironizou Genro.

Leia mais sobre eleições 2010 .

    Leia tudo sobre: dilma rousseffeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG