A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, saiu hoje sorridente de seu primeiro compromisso oficial após ter recebido alta do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Dilma despachou na capital paulista com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, no escritório da Petrobras, e deixou o prédio, na Avenida Paulista, por volta do meio-dia, rumo a Brasília.

Ela havia sido internada na terça-feira para tratar de dor muscular causada pela quimioterapia à qual se submete para combater um câncer linfático.

A ministra disse que vai tirar o fim de semana de folga. Ela contou que, mesmo ontem, quando ficou em casa de repouso, trabalhou. "Não tem problema (trabalhar). Dei muitos telefonemas, passei e-mails. A tecnologia ajuda uma barbaridade." Bem-humorada, Dilma vestia um terninho preto, com uma blusa branca de botões. Estava maquiada, parou o carro e abriu o vidro para falar com a imprensa, quando deixava o prédio.

Dilma disse sentir-se bem e que conversa com os médicos todos os dias. A ministra contou ainda ter tido uma longa conversa na quarta-feira, quando deixou o hospital, com a apresentadora Ana Maria Braga, da Rede Globo de Televisão, que se curou de um câncer. A apresentadora prestou apoio e solidariedade à ministra e ganhou hoje elogios de Dilma. "Foi uma boa conversa, acho ela uma pessoa fantástica pela força que tem."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.