Dilma defende PAC e revela foco em creches na segunda fase do programa

A ministra Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil, voltou a defender o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e afirmou que a segunda fase do programa terá como ênfase a construção de creches para crianças até 5 anos de idade.

Valor Online |

AE
Dilma Rousseff, o presidente Lula , o vice-governador do Rio, Luiz Fernando
Pezão, e o ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, nesta quarta-feira
"O PAC não é lançamento de pedra fundamental ou inauguração de placa. É a combinação de um esforço grande do governo brasileiro de tirar do papel obras que já deveriam ter sido feitas e não foram", afirmou Dilma, que participa da inauguração do gasoduto Cabiúnas-Reduc 3, que ligará Macaé à área da Refinaria Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A tubulação, com 179 quilômetros de extensão, tem capacidade de transportar até 40 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

A ministra revelou que a segunda fase do PAC incluirá a construção de mais gasodutos e confirmou que o próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou a ênfase na construção de creches para crianças até 5 anos.

"O presidente determinou que um dos objetivos do PAC 2 serão as creches de 0 a 5 anos. Quando criança não tem na sua família o acesso a livro, acesso ao que uma criança de classe média tem, ela não tem as mesmas oportunidades", disse Dilma.

"É possível, em uma visão para o país, unir gasoduto com creche para criança. É mais Brasil para mais brasileiros", acrescentou.

Leia mais sobre: Dilma Rousseff - PAC

    Leia tudo sobre: dilma rousseffpac

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG