Dilma defende governo de coalizão e aliança com o PMDB

BRASÍLIA (Reuters) - Momentos depois de ser lançada pré-candidata à Presidência da República pelo PT, a ministra da Dilma Rousseff (Casa Civil) defendeu neste sábado a aliança entre o seu partido e o PMDB e um governo de coalizão. A ministra foi aclamada pré-candidata durante o congresso nacional do PT, evento que contou com líderes do PMDB e de outras siglas aliadas ao governo Luiz Inácio Lula da Silva.

Reuters |

"O Brasil precisa de um governo de coalizão... não acho desejável para o Brasil que haja um governo de um só partido", comentou a jornalistas após o evento, classificando a ida dos peemedebistas ao congresso como uma "boa presença".

Ela ponderou, porém, que não conversou com eles neste sábado sobre a eleição presidencial.

"Acho importante que haja uma base coesa e acho que nós estamos caminhando para isso", acrescentou.

A ministra disse que ficou emocionada e nervosa ao participar da cerimônia. "Mas é um nervoso bom."

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG