Dilma defende continuidade do governo Lula

Com discursos e atos de candidata, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, defendeu hoje a continuidade do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante visitas a São Carlos e Araraquara, tradicionais redutos petistas de São Paulo. Tenho certeza que o Brasil não vai parar.

Agência Estado |

Vamos com fé e esperança continuar as mudanças do presidente Lula", disse Dilma, que considerou um desafio superar o atual governo.

A ministra partiu para o ataque aos tucanos e criticou a falta de investimentos no período em que Fernando Henrique Cardoso foi presidente, entre 1995 e 2002. Ela afirmou que o atual governo recebeu "o País numa situação muito difícil" e, sempre que pôde, comparou o desempenho de FHC com o de Lula. "Em 2009 é um Brasil diferente, um povo diferente de 2002", afirmou.

A ministra, que selará depois de amanhã o acordo para que o PMDB a apoie em 2010 e indique o candidato a vice-presidente, procurou ainda elogiar o prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri (PMDB), um dos maiores apoiadores do presidente estadual do PMDB, Orestes Quércia.

O ex-governador de São Paulo já declarou apoio a Serra e ao PSDB em 2010. Na vistoria das obras da Arena da Fonte, a ministra considerou exemplares o período de transição e a parceria entre Barbieri e seu antecessor, o presidente estadual do PT, Edinho Silva.

Apesar de não negar e nem confirmar que seja candidata, a ministra refutou a interpretação que as visitas tenham caráter eleitoral e condenou a decisão do PSDB de pedir à Justiça a apuração de que Dilma faria pré-campanha. "Eu entendo que incomode a oposição o fato de o governo ter muito que apresentar", disse.

Mesmo com a negativa da ministra, o clima de campanha prevaleceu na visita dela às cidades paulistas. Dilma chegou em Araraquara acompanhada do ministro dos Esportes, Orlando Silva, e visitou a Arena da Fonte, onde chegou até a trocar alguns passes com uma bola de futebol.

Entre os políticos mais empolgados e grudados em Dilma, estavam a prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera, que parecia não se importar com o fato de ser filiada ao Democratas, um dos arqui-inimigos do PT.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG