BRASÍLIA (Reuters) - A ministra e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aproveitou o lançamento da segunda edição do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2) para criticar o que chamou de Estado omisso do modelo anterior e defender o Estado indutor do governo Lula. É gracas a esse novo modelo de Estado que podemos dizer... planejamento, investimento e desenvolvimento com inclusão social, disse Dilma em sua apresentação nesta segunda-feira.

"Deixamos para trás décadas e décadas de paralisação... o país voltou a ter rumos."

(Reportagem de Fernando Exman e Natuza Nery; texto de Alexandre Caverni)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.