BRASÍLIA - Após reunião da Junta Orçamentária, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, confirmou que o governo vai reajustar o valor pago aos beneficiários do programa Bolsa Família. Segundo ela, o reajuste poderá entrar em vigor ainda este ano.

"Há, da parte do governo, uma avaliação de que, enquanto damos desoneração para setores empresariais, também é justo avaliar um reajuste para os mais pobres, que recebem Bolsa Família", disse hoje a ministra, durante entrevista.

Segundo ela, o governo avalia vários cenários para conceder o reajuste. O índice será definido após reunião com o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias.

Atualmente, o Bolsa Família beneficia 11,4 milhões de famílias brasileiras com renda mensal per capita de até R$ 137,00.

Questionada por jornalistas se a medida não poderia ser interpretada como eleitoreira e também se é normal sua participação em discussões relacionadas ao programa, Dilma respondeu que todas as grandes questões relativas ao governo passam necessariamente pela Casa Civil. E aproveitou para reclamar. "Em alguns momentos eu tenho a certeza de que eu sou estigmatizada por questões eleitorais, virou tudo eleitoral", afirmou a ministra.

Ela citou como exemplo o programa "Minha Casa, Minha Vida" que é coordenado por ela. "Se o governo considera que devemos fazer o Minha Casa, Minha Vida para combater a crise, ninguém diz que é para combater a crise e gerar emprego, diz que é eleitoral " , exemplificou.

A ministra é apontada como a candidata do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2010.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.