BRASÍLIA - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, adotou discurso de candidata nesta sexta-feira, durante encontro de prefeitos e vice-prefeitos que ocorre hoje no hotel Alvorada, em Brasília. Falando sobre a turbulência financeira internacional, Rousseff observou que o governo do presidente Lula conseguiu manter as reservas do País sem ter que privatizar ¿bancos públicos sólidos¿, como presidentes anteriores fizeram.

Nós temos muitas reservas. As nossas contas públicas são sólidas, temos e mantivemos nossas reservas sem privatizar bancos públicos sólidos, porque acabamos com o ciclo vicioso que ocorria no Brasil. Em crises anteriores, nos anos 90, e outra no inicio dessa década, em 2000, 2001, a crise começava lá fora e contaminava o Brasil através do câmbio. Nós éramos extremamente frágeis, disse a ministra, em referência à privatização das empresas de telecomunicação feita pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, nos anos 90.

Nesta segunda-feira, pesquisa Datafolha mostrou que a ministra Dilma cresceu de 3% para 8% em intenções de voto para a sucessão de Lula em 2010. Em primeiro lugar na mesma pesquisa ficou o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), com 41%. Dilma é a quarta colocada, atrás de Ciro Gomes (PSB) e Heloísa Helena (PSol).

Questionada sobre a declaração do presidente Lula, que disse que nenhum partido tem candidata melhor do que a ministra da Casa Civil, Dilma não quis falar sobre o assunto. Disse apenas que não poderia concordar ou discordar, pois ficaria muito esquisito, sendo o comentário sobre ela.

Sobre o mesmo comentário de Lula, o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini, foi menos ponderado. O presidente sabe que na disputa de 2010 teremos duas forças: a da comparação dos oito anos de governo nosso, com os oito anos de governo Fernando Henrique, e as características pessoais da ministra ¿ uma mulher com esse perfil de gestão, de agregação que ela tem demonstrado. Não vejo candidatura melhor do que a dela, garantiu. 

Leia mais sobre: Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.