Dilma afirma que terceiro mandato não é meta do governo

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, participou hoje de um almoço na casa da ex-ministra do Turismo, Marta Suplicy, em São Paulo. Na entrada do evento - somente para mulheres -, Dilma mandou um recado para os deputados que apoiaram a proposta de emenda constitucional (PEC) do terceiro mandato.

Agência Estado |

"Esperamos que num determinado momento entendam que não é isso que é o projeto do governo. O governo pode continuar sem ter terceiro mandato", disse a ministra.

Segundo Dilma, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva considera a democracia brasileira "ainda frágil" e, por isso, nega a possibilidade de se manter no poder. Lula vem afirmando que a tese de terceiro mandato está fora de cogitação. "Afinal de contas, temos 20 anos (de Constituição)", completou a ministra. "Agora, nós não temos como impedir que as pessoas tomem iniciativas."

Embora Dilma tenha reiterado ontem que não fala "nem amarrada" de sua candidatura à Presidência, disse estar disposta a enfrentar as urnas pela primeira vez. "De fato, nunca concorri a nenhum cargo eletivo. Eu acho que passar pelo crivo do eleitor é algo muito importante, nunca me neguei, não tive oportunidade."

Dilma chegou ao encontro bem disposta, mesmo após ter enfrentado, na última quinta-feira, a terceira sessão de quimioterapia para o tratamento de um câncer linfático. Entre as convidadas estavam as apresentadoras Ana Maria Braga, Adriane Galisteu, Luciana Gimenez e Maria Paula, a psicanalista Eleonora Rosset, a filósofa Marilena Chauí e a dramaturga Marta Góes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG