Dicas para uma viagem mais segura de cruzeiro

No próximo mês, o carnaval deve atrair milhares de turistas para os 14 navios que trafegam pela costa brasileira. Para curtir a folia de forma mais segura, a reportagem do iG levantou algumas dicas para o seu cruzeiro não virar uma fria:

Marina Morena Costa, repórter do Último Segundo |

- Certifique-se ao escolher a agência de viagens: antes de fechar o pacote, veja se a empresa está devidamente cadastrada no Cadastur (sistema eletrônico para o Cadastramento de Prestadores de Serviços Turísticos, Guias e Bacharéis em Turismo , e na ABAV , bem como nos demais elos do pacote (como hotéis, companhias aéreas e marítimas), confirmando a idoneidade da empresa.

- Vacine-se: o governo brasileiro recomenda a vacinação contra a febre amarela aos viajantes que se dirigem aos seguintes trechos do litoral brasileiro: região Norte e o Estado do Maranhão. O litoral brasileiro está livre da doença na faixa que vai do Rio Grande do Sul ao Piauí

- Faça um check-up: para passar tanto tempo longe da costa é preciso garantir que você não passará por nenhuma emergência. Como ninguém tem bola de cristal, exames de sangue e uma passada no cardiologista são necessários para você embarcar tranquilo

- Cuide da sua higiene: lembre-se que em um cruzeiro há cerca de 3 mil pessoas convivendo por um longo período de tempo (de 4 a 9 dias). Lave as mãos com frequência, inclusive com álcool. Leve géis anticépticos para a sua viagem

- Passageiros com doenças crônicas: hipertensos, cardíacos e portadores de diabetes devem conversar com seus médicos antes optar por um cruzeiro. Lembre-se: o hospital mais próximo pode estar a milhas de você na hora de uma emergência

- Contratos: leia com cuidado todo o contrato. Atente-se aos prazos, multas, e ao que está ou não incluído no pacote. Cada companhia marítima trabalha de um jeito

- Seguro complementar: opte por um seguro saúde. Cheque com a companhia marítima e com a agência de viagem se há algum seguro no contrato e o que está incluído nele. Algumas bandeiras de cartão de crédito oferecem seguros de saúde grátis. No entanto, é importante estar sempre atento ao que está incluído e o que não está

- Documentos: carregue sempre a sua identidade original (R.G.). Em países da América do Sul, como Argentina e Uruguai, ela vale como um passaporte. O ideal é que seu documento tenha menos de 5 anos

- Medicamentos: leve seus medicamentos de uso contínuo e os que está acostumado a tomar. Caso não se sinta bem, a enfermaria do navio pode não ter o mesmo medicamento que você usa

(Fontes: ABAV, Abremar e Ministério do Turismo)

    Leia tudo sobre: cruzeiros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG