Diálogos comprometem Yeda em casos de fraude no RS

Diálogos entre o empresário Lair Ferst e o representante do governo gaúcho em Brasília, Marcelo Cavalcante, comprometem a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), nos casos de fraudes no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e em licitações de obras públicas. As gravações foram tornadas públicas pelos jornais Zero Hora e Correio do Povo.

Agência Estado |

Os trechos revelam que Yeda sabia de tudo o que estava acontecendo durante sua campanha e também sobre a fraude de R$ 44 milhões no Detran gaúcho. Além disso, as conversas indicam que Yeda recebeu R$ 250 mil, por fora, para completar o pagamento da casa que ela comprou, por R$ 1 milhão. No contrato de compra do imóvel, porém, consta o valor de R$ 750 mil.

Esses R$ 250 mil, segundo Lair Ferst, saíram de um total de R$ 400 mil doados por duas empresas fumageiras de Santa Cruz do Sul, a Alliance One e a CTA, à campanha da governadora, uma semana depois da eleição. A coordenadora de comunicação da Alliance, Deise Kanitz, disse que a empresa realizou a doação em um processo transparente, que não fere a política da empresa. Um dos diretores da CTA , Allan Bichinho, negou o repasse.

Leia mais sobre: Yeda Crusius

    Leia tudo sobre: corrupçãodetranmprio grande do sulyeda crusius

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG