DF homenageia coronel acusado de desvio na PM

Exonerado em meio a um escândalo de desvio de R$ 919,6 mil, que o tornou réu por peculato, o ex-comandante da Polícia Militar de Brasília Antônio Cerqueira mereceu do governo do Distrito Federal honras militares e um elogio formal e solene “pelo trabalho realizado à frente da PM”. A homenagem ao coronel, a portas fechadas, foi feita na sexta-feira passada pelo secretário de Segurança Pública, Valmir Lemos, delegado da Polícia Federal.

Agência Estado |

Na terça-feira, a Justiça acolheu a denúncia do Ministério Público contra Cerqueira e seus subordinados. A homenagem foi estendida a toda a corporação, saudada na quarta-feira passada com um anúncio em cores, em um quarto de página nobre do jornal Correio Braziliense , orçado em R$ 17 mil. O anúncio mostra a PM nas ruas, num momento em que os índices de criminalidade crescem na capital federal e o governo é criticado exatamente pela falta de policiamento.

No processo, Cerqueira é acusado de participar de um esquema de desvio de dinheiro por meio de notas frias de serviços mecânicos de manutenção nos veículos da Polícia Militar. A fraude foi considerada grotesca pelo Ministério Público porque a frota é seminova e muitas notas superfaturadas tinham como data de execução dos reparos mecânicos dias em que os carros estavam em serviço, nas ruas da cidade. Os supostos reparos eram realizados nas oficinas da Nara Veículos, revendedora da Mitsubishi em Brasília.

Cerqueira não quis se manifestar sobre o assunto. O governador José Roberto Arruda disse que fez o que tinha de fazer, ou seja, exonerar o comando da PM. O secretário de Segurança, Valmir Lemos, sustenta a tese de que “não há crise, mas situações a serem contornadas”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG