Dez indígenas foram feridos à bala na manhã desta segunda-feira (5) na reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Os responsáveis pelos disparos agiram a mando de Paulo César Quartieiro, prefeito de Paracaima (RR) e líder da resistência à desocupação das terras indígenas, conforme o prefeito afirmou à Agência Brasil.

Há pouco mais de uma semana, a chefe-de-gabinete de Quartieiro foi detida depois que a Polícia Federal localizou em sua residência armas e munição de uso exclusivo do Exército, no bojo dos protestos que marcaram a tentativa de desintrusão da resersa, suspensa por liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

O comunicado divulgado pelo Conselho Indígena de Roraima diz que os indígenas estavam em Raposa Serra do Sol construindo casas na reserva, quando uma caminhonete e cinco motos chegaram ao local logo atirando por todos os lados no sentido de impedir que os indígenas construíssem suas malocas.

Uma das vítimas, como relata o informe do CIR, estaria em estado grave, após ser atingido na cabeça, ouvidos e nas costas. Os feridos foram encaminhados pela Polícia Federal à capital Boa Vista.

Leia íntegra da reportagem no site da Carta Capital

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.