Detran-SP abre no centro com pane no serviço da CET

O primeiro dia de funcionamento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em novo endereço, na Avenida do Estado, 900, na região central, foi de tempo perdido para os que precisaram do atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) - cujos serviços são independentes e diferentes dos prestados pelo órgão estadual. O problema foi provocado pelo sistema de informática da CET, que não foi instalado em tempo hábil para entrar em operação ontem.

Agência Estado |

A companhia informou que encaminhou as pessoas para a unidade do Detran na Rua Boa Vista. Em outros casos, o serviço de apoio telefônico também deixou a desejar.

O coordenador de educação Luis Eduardo Urunda, de 38 anos, foi orientado a retornar hoje ao posto do Detran Centro para entrar com pedido de transferência de pontos de multa na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A informação foi passada logo na entrada do órgão, no balcão de informações. "Mandaram voltar amanhã. É ruim, porque perdemos tempo." Já o despachante Marco de Toledo, de 47 anos, saiu frustrado do novo prédio. "Relevo porque é o primeiro dia, mas eles tinham de arrumar o sistema durante a mudança", disse. Ele precisava entrar recurso contra multa e transferência de pontuação.

A CET ainda oferece nas unidades do Detran serviços de cadastramento e liberação de veículo apreendido. Procurada, a companhia admitiu que a prestação de serviços na Avenida do Estado "ficou prejudicada" por um erro de configuração dos computadores. Segundo a companhia, o sistema ficou fora do ar entre 8 e 14 horas. Às 17 horas, porém, ainda não era possível usar o sistema.

O movimento ontem no edifício onde funcionava a Subprefeitura da Sé foi de cerca de 12 mil pessoas, segundo a assessoria do Detran. Os que estiveram lá saíram satisfeitos com a rapidez do atendimento, mas reclamaram da falta de informações e se sentiram perdidos no edifício de três andares. "Não sabia aonde ir, porque o painel de informações estava meio escondido. Depois de ficar meia hora na fila do balcão de informações, fui atendida rapidamente no setor", disse a manicure Dione dos Santos Arakaki, de 44 anos, que foi retirar a CNH. Na antiga sede do órgão, no Ibirapuera, zona sul, será instalado o Museu de Arte Contemporânea. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG