Detidos diretores do Sindicato dos Metalúrgicos em SP

Dois diretores e três assessores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes foram detidos pela polícia na manhã de hoje enquanto realizavam assembléia de paralisação da campanha salarial na MTU do Brasil, fábrica de motores diesel, na zona oeste da capital paulista. Segundo o sindicato, os detidos são David Martins e Eufrozino Pereira, diretores, e Rodoni Ramos, Isac Gabriel e Erlon Lourentis, assessores.

Agência Estado |

Todos foram levados, de acordo com o sindicato, para o 46º Distrito Policial, em Perus, informação não confirmada pela Polícia Militar e nem por policiais da delegacia.

A polícia, segundo o sindicato, foi chamada pela empresa, queria que os diretores tirassem o carro de som da porta da fábrica. Como não foi atendida, deu voz de prisão por desobediência e apreendeu o carro de som. "Nós estávamos no meio de uma assembléia, não dava pra parar de repente, mas eles não quiseram esperar", afirmou David Martins, que por volta das 11 horas ainda aguardava na delegacia, junto com os outros detidos, para prestar esclarecimentos. O sindicato vai divulgar ainda hoje um balanço das paralisações da campanha salarial 2008, iniciadas hoje em 17 empresas metalúrgicas da capital, dos setores de máquinas e equipamentos e eletroeletrônicos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG