Detidos 3 suspeitos de matar turista italiano em Alagoas

Vítima foi encontrada morta na noite de 24 de novembro às margens da BR-424, no município de Marechal Deodoro

AE |

selo

Uma mulher e um segurança estão presos e um adolescente de 17 anos apreendido suspeitos do assassinato do turista italiano Roberto Puppo, de 42 anos. A vítima foi encontrada morta na noite de 24 de novembro às margens da BR-424, no município de Marechal Deodoro, a 21 quilômetros de Maceió. A informação da elucidação do crime foi divulgada hoje pela Polícia Civil de Alagoas. 

De acordo com a polícia, o adolescente foi apreendido no dia 2 de dezembro após uma tentativa de roubo na Praça Santa Tereza, no bairro de Ponta Grossa. Na delegacia, o menor acabou confessando ter sido o autor dos tiros que resultaram na morte do italiano. Além dele, foram presos Vanúbia Soares da Silva, de 30 anos, e o segurança de shows Cosme Alves da Silva, de 42 anos. 

A confissão do adolescente foi reafirmada, inclusive, durante audiência de antecipação de provas, na presença de um juiz, um promotor, um defensor público e de sua mãe. Ele conta que foi contratado por Cosme Alves para executar o crime e recebeu R$ 800. 

"Mesmo com a rapidez na elucidação do crime, as investigações ainda não foram encerradas e prosseguem para seu total esclarecimento", disse o delegado-geral da Polícia Civil Marcílio Barenco. Ele revelou ainda que o Consulado Italiano já foi comunicado extraoficialmente por meio de sua representante em Alagoas, a advogada Eliza Rogatto, que vai receber cópia integral da investigação quando concluída. 

Roberto Puppo entrou no Brasil no dia 18 de novembro, com visto de turista. Ele era natural da província italiana de Bérgamo e havia alugado um apartamento na Avenida Álvaro Otacílio, no bairro de Jatiúca, onde morava desde sua chegada a Maceió.

    Leia tudo sobre: Alagoasturista italiano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG