Detentos de penitenciária em Salvador estão rebelados

Detentos de dois pavilhões (II e V) da Penitenciária Lemos Brito (APLB), em Salvador, iniciaram uma rebelião no final da manhã de hoje. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns.

Agência Estado |

Outras 177 pessoas, parentes dos internos amotinados, que visitavam os presos permanecem no interior da penitenciária, mas a polícia não sabe informar se elas também são mantidas reféns ou se recusam a sair, com o objetivo de garantir a integridade física dos internos.
Conforme o coordenador do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado, Roquildes Ramos Silveira, são 137 mulheres, 27 crianças e 13 homens. Eles deveriam ter deixado o local por volta das 16h30 (horário local), quando termina a visita.

Os presos exigem a saída do novo diretor da penitenciária, Isidoro Orge Rodrigues, definido como linha-dura, assim como a volta de dois dos 12 detentos transferidos na semana passada - André Francisco, o Bilu, e Edson Conceição -, para a Unidade Especial Disciplinar (UED), por determinação da juíza da Vara de Execuções Penais, Andremara dos Santos.

#ET

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG