Detalhes sobre destroços devem sair em 24 horas, diz ministro

Bogotá, 2 jun (EFE).- O ministro do Turismo brasileiro, Luiz Barretto, disse hoje em Bogotá que nas próximas 24 horas se terá informação específica sobre os restos do avião localizados no Atlântico, que poderiam corresponder ao Airbus da Air France desaparecido desde ontem.

EFE |

A Força Aérea Brasileira (FAB) avistou esta madrugada uma cadeira de avião, pequenos pedaços brancos, uma boia laranja e um tambor, além de manchas de óleo e de querosene 650 quilômetros a nordeste de Fernando de Noronha.

"Estamos falando de um ponto que fica a quase mil quilômetros do litoral brasileiro no mar e é de muito difícil acesso. Portanto, eu tenho a impressão de que nas próximas 24 horas teremos informação específica", disse o ministro.

Três navios da Marinha brasileira viajam para o ponto de busca estipulado e devem chegar esta noite.

Barretto afirmou que "não está claro se está em águas brasileiras ou em águas do Senegal" e lembrou que também um piloto da companhia aérea TAM assegurou ter detectado "pontos luminosos" sobre o mar senegalês quando fazia um voo entre Paris e Rio de Janeiro.

O ministro assegurou que após várias horas desaparecido, "não há nenhuma possibilidade, ou são muito pequenas, muito poucas, as possibilidades de sobrevivência" dos 216 passageiros de 32 nacionalidades diferentes e 12 tripulantes do voo.

Além disso, o ministro anunciou que se está "trabalhando para explicar os efeitos desse acidente tão terrível e tão lamentável" através de um estudo técnico que será revelado pelo Governo francês e a Air France. EFE agp/rr

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG