Destroços são de helicóptero sumido, diz Aeronáutica

O Comando de Comunicação Social da Aeronáutica (Cecomsaer) confirmou ontem que os destroços no sertão da Quina, em Ubatuba (litoral norte paulista) são do helicóptero desaparecido do presidente da Avibras, João Verdi de Carvalho Leite, e da mulher, Sônia Verdi. A aeronave pilotada pelo empresário, de 72 anos, estava desaparecida desde 23 de janeiro de 2008, quando o casal decolou da residência de Angra do Reis (RJ) com destino a São José dos Campos, onde morava.

Agência Estado |

As investigações sobre o caso foram retomadas na terça-feira, depois que um mateiro de Ubatuba encontrou evidências do acidente. Com apoio de moradores e da Polícia Militar, uma equipe da Aeronáutica conseguiu confirmar as suspeitas e dormiu no local na última madrugada. Depois de 30 horas em mata fechada, os primeiros homens retornaram na manhã de ontem com parte das ossadas e documentos, além do manche do helicóptero.

O tenente do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar, Renato Leão, declarou que a aeronave bateu em uma árvore e caiu próxima de um rio que arrastou parte dos destroços. Representantes da Avibras acompanharam o resgate e disseram que não há dúvidas de que as vítimas são Sônia e João Verdi. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG