BRASÍLIA - O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve o desmembramento do inquérito que investiga o deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) e outros 24 envolvidos em um suposto desvio de verbas da extinta Sudam (Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia).

Acordo Ortográfico A ministra Ellen Gracie explicou aos demais ministros que decidiu manter apenas Jader Barbalho no processo, para a conveniência do procedimento,  pois há a dificuldade de se apurar todos os fatos sem desmembrá-los. A decisão foi unânime no STF e contestada pela defesa do deputado.

Leia mais sobre: Jader Barbalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.