Desmatamento caiu 33,6% na Amazônia, anuncia Inpe

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou hoje uma redução de 33,6% na área desmatada na Amazônia Legal em junho, na comparação com junho de 2008, conforme dados do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em junho de 2008 foram registrados 870 quilômetros quadrados de desmatamento.

Agência Estado |

No mesmo mês deste ano, foram 578,6 quilômetros quadrados. "Apesar do mês de julho, que costuma ser o mês horrível, vamos ter com certeza o menor desmatamento dos últimos 20 anos, em que começou a ser feito esse levantamento", disse Minc. O cálculo do ministério é que a área desmatada fique entre 8 e 9 mil quilômetros quadrados.

"É tão grande que, mesmo sendo o menor dos últimos 20 anos, ainda é demais. Claro que está evoluindo, mas não me contempla. Eu continuo revoltado", afirmou o ministro. Minc atribuiu a queda significativa às ações de repressão tomadas desde o ano passado, entre elas o fim do crédito bancário para quem desmatar e as operações de fiscalização. No entanto, o ministro avalia que, daqui para frente, as ações de desenvolvimento sustentável precisam tomar o lugar da repressão. "Não adianta cair este ano e subir ano que vem. Hoje o centro das ações é controle e pancada, infelizmente. Isso é que está segurando desmatamento".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG