Deslizamentos em Angra dos Reis deixam 33 mortos

Bombeiros, agentes da Defesa Civil e voluntários intensificaram as buscas por vítimas da tragédia provocada pelas chuvas em Angra dos Reis, no litoral sul do Estado do Rio. Deslizamentos de terra na Ilha Grande e no continente mataram pelo menos 33 pessoas na cidade.

Agência Estado |

Esse é o número de corpos já resgatado pelos bombeiros. Doze pessoas estão sendo veladas em um colégio.

Nesta manhã, os corpos de uma criança e de uma idosa foram retirados do rastro de lama, pedras e escombros deixados pelo deslizamento de uma barreira no Morro da Carioca, no centro histórico. No local, 13 corpos já foram resgatados e outras seis pessoas estão desaparecidas. Outros dois corpos já teriam sido localizados pelas equipes. Agentes da Defesa Civil estão retirando moradores de áreas de risco porque ainda há riscos de novos deslizamentos. Apesar da trégua da chuva e do tempo bom, há previsão de novos temporais.

Na Ilha Grande, onde uma avalanche de lama e rochas destruiu uma pousada, casas de nativos e de veraneio na Enseada do Bananal, mais um cadáver foi localizado esta manhã, elevando para 20 o total de mortos na região. Ainda não há confirmação sobre o número de desaparecidos nessa área. O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), deve visitar a ilha nesta manhã.

Nos hospitais de Angra dos Reis, 59 feridos em consequência dos deslizamentos foram atendidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG