Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Deslizamentos causam mortes em Angra dos Reis

Deslizamentos de terra deixaram pelo menos 30 mortos na região de Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira. Na Praia do Bananal, na Ilha Grande, já foram resgatados 19 corpos após parte de uma pousada e uma casa serem soterradas. As informações são do Coronel Pedro Machado, Comandante do Corpo de Bombeiros. Segundo ele, houve 11 mortes no Morro do Carioca, com oito corpos tendo sido resgatados. O resgate dos outros três, localizados em uma área de difícil acesso, só poderá ocorrer no sábado de manhã.

iG São Paulo |

 

À GloboNews, o secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sergio Côrtes, afirmou que as buscas no Morro e no município devem continuar durante toda a noite. No sábado devem chegar à região mais duas retroescavadeiras para auxiliar nos trabalhos de resgate.

"Entendemos que as pessoas queiram saber notícias, mas ninguém deve vir a Ilha Grande neste momento para não atrapalhar as buscas", disse Côrtes, que está em Ilha Grande.

O governador do Rio, Sérgio Cabral, deverá chegar à Ilha Grande às 8h30 deste sábado para acompanhar de perto o trabalho de resgate.

Na madrugada desta sexta-feira, parte da Pousada Sankay e casas vizinhas, na Praia do Bananal, foram soterradas por um barranco.

Bruno Domingos/Reuters
Vista da área do deslizamento

Segundo Machado, mais de 120 homens dos bombeiros, das polícias Militar e Civil e da Marinha participam dos trabalhos de resgate e de buscas na Praia do Bananal e no Morro do Carioca.

Também segundo Machado, o resgate é difícil porque não é possível utilizar equipamentos pesados para não correr o risco de o terreno ceder. Os bombeiros fazem um trabalho manual com pás e picaretas.

Os corpos já identificados pelos moradores estão sendo levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Angra dos Reis. Os que ainda necessitam de identificação seguem para o IML do Rio, que já montou um esquema especial para receber os corpos e os familiares das vítimas. O auditório e duas salas do prédio estão reservados para esse trabalho, que conta com uma equipe de humanização, com três enfermeiros e dois psicólogos, além de um psiquiatra e quatro assistentes sociais. 

De acordo com o vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, além dos 19 corpos resgatados em Ilha Grande, há ainda seis ou sete moradores desaparecidos. "O pessoal está falando que faltam pelo menos uns seis ou sete moradores da ilha e mais esses turistas que ninguém sabe porque alugam a casa e não se sabe quantos vieram", disse Pezão.

O vice-governador afirma ainda que os hóspedes da pousada Sankay não estão entre as vítimas, pois a áera atingida não era destinada aos turistas.

Montagem mostra a fachada da pousada antes e depois do acidente:

Reprodução com Reuters

O instrutor de mergulho Flávio Campos trabalha em parceria com a empresa Ocean, que tinha base de operações na pousada Sankay, em Ilha Grande. Ele conta nunca ter visto nada parecido na área da tragédia. "Na enseada não tem nenhum desmatamento, é uma área bem preservada. Foi o acaso mesmo."

Morro da Carioca

Já no Morro da Carioca, em Angra, pelo menos 20 casas foram atingidas por um deslizamento de terra e 11 pessoas morreram. Segundo os bombeiros, outras dez pessoas foram socorridas com vida. Os feridos estão sendo levados para o pronto-socorro da cidade.

Informações sobre vítimas

De acordo com o subsecretário da Defesa Civil de Angra dos Reis, José Lucas da Costa, informações sobre o acidente e vítimas podem ser obtidas no Centro de Informações Turísticas pelo telefone 24 3367-7826.

Assista ao vídeo do local da tragédia

 

 


Movimentação política

Angra teve várias regiões castigadas pela chuva dos últimos dois dias. O vice-governador do Rio está na cidade e afirmou que vai pedir ajuda ao governo federal para a reconstrução de vias e contenção de encostas. Ele falou por telefone com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que prometeu ajuda federal e colocou a Marinha à disposição dos trabalhos na região.

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, informou Pezão de que o Estado poderá receber recursos do crédito suplementar criado pelo governo por medida provisória no último dia de 2009.

Rio-Santos

Uma queda de barreira interditou os dois sentidos da BR-101 (Rio-Santos) por 11 horas. Também houve deslizamentos em pelo menos outros quatro pontos da rodovia, um deles na manha desta sexta-feira, bem próximo à entrada de Angra. O prefeito da cidade, Tuca Jordão, declarou estado de calamidade na cidade e suspendeu a realização da tradicional procissão de barcos. A Polícia Rodoviária Federal recomenda que os motoristas evitem a rodovia.

Mortes no Estado

O Estado do Rio de Janeiro contabiliza 50 mortes em razão das fortes chuvas que atingem a região desde a última quarta-feira (30). Na Baixada Fluminense foram sete vítimas na véspera do réveillon: uma em Duque de Caxias, duas em Magé, duas em Belford Roxo e duas em São João de Meriti.

Em Niterói foram outras duas mortes. Já na capital, até quinta-feira eram nove mortes. O principal acidente na cidade do Rio ocorreu em Jacarepaguá, com o desabamento de uma casa que matou cinco pessoas de uma família. Além disso, ocorreram três mortes em Vaz Lobo, e uma em Quintino.

Dois feridos em Quintino acabaram morrendo no hospital: Mário Jorge Passos, 49 anos, e a filha de três anos, que estavam internados no Hospital Salgado Filho.

Em Magé, um casal de idosos que estava desaparecido desde a última quarta-feira (30) foi encontrado na tarde de sexta-feira (1º) pelas equipes do Corpo de Bombeiros, na área de Piabetá. Eles foram soterrados em um deslizamento de terra seguido de desabamento. Com isso, o número de mortos no município chega a quatro.

Em Angra dos Reis, são ao menos 30 mortos e cerca de 800 desabrigados.

Veja no mapa a localização da praia do Bananal, atingida pelos deslizamentos:

Visualizar Ilha Grande em um mapa maior

Leia também:


Leia mais sobre: chuvas

*Com Marina Morena Costa, Ricardo Galhardo, Sabrina Lorenzi, Vicente Seda, André Vieira, Leda Balbino e Agência Estado

Leia tudo sobre: angra dos reischuvassankaitragédia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG