Desemprego fica em 8,1% em agosto e rendimento melhora

RIO DE JANEIRO, 24 de setembro (Reuters) - A taxa de desemprego brasileira ficou em 8,1 por cento em agosto, praticamente estável frente aos 8,0 por cento registrados em julho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em igual mês do ano passado, o desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas estava em 7,6 por cento.

Reuters |

A população ocupada cresceu 0,5 por cento ante julho e 0,9 por cento em relação ao ano passado. Na comparação com 2008, apenas Salvador apresentou alta, de 3,6 por cento.

A população desocupada subiu 1,9 frente a julho e 7,8 por cento ante agosto de 2008.

O IBGE informou ainda que o rendimento médio real aumentou 0,9 por cento ante julho e 2,2 por cento frente a agosto do ano passado, para 1.336,80 reais.

Frente a julho, houve melhora do rendimento em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Houve queda em Recife e Salvador.

O número de trabalhadores com carteira assinada (9,6 milhões) não variou em relação a julho e subiu 2,8 por cento em relação a agosto de 2008, segundo o IBGE.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG