O desempregado N.G.

O., de 23 anos, foi preso hoje em flagrante, após furtar objetos metálicos e 42 laranjas do horto florestal que fica no Centro Agropecuário da Palma (CAP), em Capão do Leão (RS), pertencente à Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Autuado pela polícia por furto e dano qualificado, N.G.O. declarou que esperava receber entre 5 e 6 reais com a venda dos objetos (como maçanetas) a um ferro-velho para comprar comida.

As frutas pertenciam ao Pomar Didático da UFPel, usado em aulas de graduação e pesquisas de mestrado. O diretor do CAP, Alexandre Lopes, não soube confirmar se houve prejuízo a pesquisas em andamento, que também são realizadas na área do centro, de 800 hectares (8 milhões de metros quadrados). Os estudos com frutos de várias espécies ocupam cerca de 25 hectares (250 mil m²), conforme Lopes, que ainda não esteve no local para confirmar de qual área foram retiradas as laranjas. A Brigada Militar foi acionada pela vigilância da universidade para atender à ocorrência, quando prendeu o desempregado, que é morador de uma vila popular vizinha ao horto. N.G.O. foi encaminhado ao Presídio Regional de Pelotas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.