Desempregado britânico encontra tesouro arqueológico em pleno campo

Um desempregado britânico encontrou com seu detector de metais o maior tesouro arqueológico anglo-saxão já descoberto, com mais de 1.500 objetos manufaturados com quilos de ouro e prata e que estavam enterrados em um campo na Grã-Bretanha, anunciaram especialistas nesta quinta-feira.

AFP |

Terry Herbert, de 55 anos, usava seu aparelho em julho passado em um campo de Staffordshire, centro da Inglaterra, quando encontrou o tesouro, que provavelmente data do século VII. A propriedade pertence a um amigo de Herbert, que há 18 anos nutre um interesse especial pela arqueologia.

"Meus amigos sempre dizem que, se havia alguma moeda de ouro por aqui, eu a encontraria. Não sei o que vão dizer quando souberem disso", declarou.

Sua descoberta, cuja importância é comparável à revelação do túmulo do faraó Tutankhamon no Egito, contém um conjunto guerreiro com centenas de partes de espadas, a maior parte delas ricamente decoradas, algumas incrustadas em ouro.

O tesouro contém cerca de cinco quilos de ouro e 2,5 quilos de prata, além de uma grande quantidade de pedras preciosas.

Sua avaliação deve levar pelo menos um ano, e o dinheiro proveniente da venda será dividido em partes iguais emtre Herbert, que planeja comprar uma casa, e o dono do campo.

Os especialistas estão tentando juntar centenas de peças soltas, que devem formar os capacetes das armaduras, também adornados com metais e pedras preciosas. Um friso com animais está gravado em uma das peças, que serve para proteger o pescoço.

A partir de sexta-feira e até o dia 13 de outubro, uma seleção dos objetos encontrados por Herbert ficará exposta no museu de arte de Birmingham (centro).

"A quantidade de ouro é impressionante, mas o mais importante é o trabalho de ourivesaria, que é perfeito", explicou Kevin Leahy, especialista.

"Os objetos pertencem claramente à mais alta aristocracia ou à realeza anglo-saxônica. Pertence à elite", acrescentou.

elm/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG