Cerca de 150 pessoas, membros das 49 famílias que estão abrigadas no Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) do Morro do Borel, na Tijuca, no Rio de Janeiro, iniciaram na manhã de hoje uma manifestação para pedir a presença de representantes do poder público. Segundo informações da agente de saúde Renata Jardim, funcionária do Posto de Saúde localizado ao lado do Ciep, os desabrigados - aqueles que perderam tudo e dependem de abrigos públicos - se reuniram no estacionamento da escola por volta das 6 horas e começaram um panelaço.

Eles também trancaram as portas da escola, impedindo a entrada dos funcionários do Ciep.

Portando cartazes, os manifestantes se dizem esquecidos pela prefeitura e reivindicam a presença de alguma autoridade para tomar providências sobre a situação em que se encontram, de acordo com Renata.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.