Deputados vão deixar de receber salário extra no início do ano

BRASÍLIA - Os deputados devem deixar de receber um salário extra no início do ano legislativo, segundo decisão da Mesa Diretora da Câmara tomada nesta quarta-feira. A partir de agora, os parlamentares devem receber apenas uma ajuda de custo proporcional aos dias trabalhados.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

A ajuda de custo, de R$ 16,5 mil, é paga para os deputados usarem com gastos extras no início dos trabalhos. Porém, nada impede que parlamentares que trabalhem apenas um dia recebam essa mesma quantia, como aconteceu com seis deputados que estão licenciados do cargo para ocupar secretarias estaduais, mas que tomaram posse na Câmara na última segunda-feira apenas para participar da eleição da Mesa Diretora da Casa.

Segundo o presidente da Câmara, os seis deputados que receberam o benefício concordaram em devolver o dinheiro. São eles: Cassio Taniguchi (DEM-PR), Alberto Fraga (DEM-DF), Osmar Terra (PMDB-RS), Walter Feldman (PSDB-SP), Jorge Bittar (PT-RJ) e Bispo Rodovalho (DEM-DF).


Leia também:

Leia mais sobre: Câmara dos Deputados

    Leia tudo sobre: câmara dos deputados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG