Governo quer votar MPs durante São João; oposição se mostra indignada" / pular São João serão descontados, reitera Chinaglia - Brasil - iG" / Governo quer votar MPs durante São João; oposição se mostra indignada" /

Deputados que quiserem pular São João serão descontados, reitera Chinaglia

BRASÍLIA - Os deputados federais que deixarem de comparecer à Câmara dos Deputados sem justificativa consistente nesta semana, quando ocorrem convenções partidárias sobre as eleições e principalmente os festejos de São João, serão mesmo punidos com falta e, conseqüentemente, desconto salarial. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/06/23/governo_quer_votar_mps_durante_sao_joao_oposicao_se_mostra_indignada_1384074.html target=_blankGoverno quer votar MPs durante São João; oposição se mostra indignada

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |

Essa determinação foi reiterada nesta segunda-feira pelo presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), que tentou amenizar a situação dizendo que respeita manifestações culturais mas não pode ferir o regimento da Casa.

Segundo Arlindo Chinaglia, há muitas matérias importantes esperando para serem votadas na Câmara, por isso não pode abrir mão dos próximos dias para apreciar projetos como o da regulamentação da emenda 29 ¿ que destina mais verbas à saúde ¿ e a reforma tributária. No Congresso, os servidores públicos e os pouco parlamentares presentes classificaram esta semana como recesso branco (não oficial).

Esta semana começa mais uma vez com a pauta trancada por medidas provisórias [elas têm de ser votadas para haver possibilidade de outras votações]. A falta é uma atitude que sempre tomamos. Aqueles que faltarem e não justificarem devidamente vão ter falta, é inapelável, decretou o presidente da Câmara.

Ele ficou algo sem graça quando foi questionado se, na condição de paulista, ignorava manifestações culturais tradicionais de outras regiões, como é o caso do São João no Norte e Nordeste. E tentou amenizar a dureza de sua decisão.

Não me cabe subordinar o regimento da Câmara a uma manifestação cultural, embora eu a respeite. Todos nós, em determinados momentos, pagamos um preço e temos de fazer escolhas, ponderou, referindo-se ao fato de deputados terem de escolher entre o cumprimento de dever sem a folia ou o festejo com punição posterior.

Leia mais sobre: Chinaglia

    Leia tudo sobre: chinaglia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG