Deputado suspeito de pedofilia renuncia liderança no PA

O deputado paraense Luiz Afonso Sefer (DEM), acusado de abuso sexual contra uma menina de 13 anos, que aos 9 veio do interior do Estado para trabalhar na casa dele, encaminhou carta à direção regional de seu partido renunciando à condição de líder na Assembléia Legislativa e também a de integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, da qual era suplente. Ele fez isso para não ser expulso do partido pela direção nacional do DEM.

Agência Estado |

"Me afasto até que se prove minha inocência nesse caso em que sou vítima de absurdas e infundadas acusações", afirmou Sefer na carta entregue ao presidente do DEM no Estado, o deputado federal Vic Pires Franco.

A CPI da Pedofilia, instalada semana passada na Assembléia, ouvirá o depoimento de Sefer antes do final de janeiro. A Comissão também pretende ouvir a menina que acusa o deputado de abuso. O deputado Vic Pires, após conversa com o juiz da Infância e Juventude, José Maria Teixeira do Rosário, deixou a sala do magistrado "desolado com o que ouviu". Sefer contratou dois advogados para defendê-lo no processo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG