Deputado José Edmar encerra greve de fome

BRASÍLIA - O deputado José Edmar (PR-DF) encerrou nesta sexta-feira a greve de fome que fazia desde segunda. Em discurso na sessão plenária, Edmar disse que poderia continuar o protesto, mas decidiu interrompê-lo por um pedido da família.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Ontem, recebi a visita de meu velho pai, com 93 anos, chorando por mim. Ele está inconsolável por meu sofrimento e não consegue dormir. Neste momento, em respeito a ele, encerro, portanto, a minha greve de fome, na certeza de meu gesto não foi em vão, disse.

José Edmar protestava pela aprovação de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria o Imposto Único Federal (IUF), com uma alíquota de 2%, sendo 1% no crédito e 1% no débito.

O IUF seria criado em substituição ao Imposto de Renda e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A PEC está na fila de votações da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

No final da tarde de quarta-feira, José Edmar passou mal e precisou ser atendido pelo serviço médico da Câmara após sofrer queda na taxa de glicose. 

Ele passou  a semana tentando uma audiência com o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), mas não foi atendido .

Leia mais sobre: Câmara

    Leia tudo sobre: josé edmar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG