Deputado garante ter assinaturas suficientes para CPMI

O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) afirmou nesta tarde ter assinaturas suficientes para protocolar o requerimento de criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Campo. A CPMI deverá investigar supostos repasses ilegais de verba da União para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e diagnosticar a estrutura fundiária brasileira.

Agência Estado |

Lorenzoni afirma ter 176 assinaturas da Câmara dos Deputados e 32 do Senado, mais que o mínimo regimental exigido de 171 assinaturas na Câmara e 27 no Senado. Porém, a bancada do DEM, principal patrocinadora da CPMI, decidiu coletar mais assinaturas para garantir "uma margem suficiente de segurança, que nos permita ter a certeza de que não haverá retiradas e que a CPI acontecerá".

"A CPI vai acontecer. Por isso, estamos com todos os cuidados para enfrentar a máquina que o governo tem. O governo é poderoso, principalmente quando estamos diante de um governo que nunca teve limite para enfrentar situações onde ele tenha margem de manobra entre os parlamentares", disse o deputado.

Na semana retrasada, foi lida em sessão plenária do Congresso a criação da CPI do MST. Naquele mesmo dia, no entanto, muitos deputados da base governista retiraram seus nomes do requerimento, que acabou arquivado. Assinam o requerimento de criação da CPMI do Campo os deputados Onyx Lorenzoni e Ronaldo Caiado (DEM-GO) e a senadora Kátia Abreu (DEM-TO).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG