Depois de sete horas, operação de Ivo Pitanguy é realizada com sucesso

RIO DE JANEIRO - O cirurgião plástico Ivo Pitanguy, internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, zona sul do Rio, desde o último domingo, foi operado com sucesso nesta terça-feira. A cirurgia que começou às 8h30, durou sete horas e meia, terminando por volta das 16h.

Redação |

Acordo Ortográfico

Pitanguy permanecerá internado no período pós-operatório na unidade coronariana do Samaritano, sob os cuidados da equipe médica do hospital. Ainda não há previsão de alta.

Os diagnósticos pré-operatórios indicaram que o cirurgião sofreu uma estenose da válvula aórtica, que leva ao estreitamento da saída do sangue do coração. Isso poderia causar uma sobrecarga ao músculo cardíaco, dificultando o bombeamento do sangue. Exames mostraram a necessidade de uma "cirurgia de revascularização do miocárdio".

No domingo, o quadro de saúde do cirurgião foi classificado como "delicado" pelo cardiologista Honório Vargas, que o atendeu pela manhã, no Pronto-Socorro de Angra dos Reis, no Litoral Sul do Estado Rio, onde ele passava o fim de semana.

AE
Cirurgião foi operado nesta terça pela equipe do Hospital Samaritano

Segundo Vargas, Pitanguy chegou à unidade com sintomas da chamada doença pulmonar obstrutiva crônica, "muito própria das pessoas de idade". O cirugião plástico tem 82 anos.

"Nesses casos, a oxigenação do sangue fica comprometida. A situação é delicada, inspira cuidados. Ele respira por meios próprios, mas precisa de auxílio de oxigênio", explicou o médico.

Pitanguy passou mal em sua casa, na Ilha dos Porcos, e foi levado de lancha até o cais e, de lá, socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado a um Pronto-Socorro. Ele então embarcou em um helicóptero rumo ao Rio, onde segue internado.

Leia mais sobre: Ivo Pitanguy

    Leia tudo sobre: ivo pitanguy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG