Depois de ataques da oposição e pré-sal, Dilma tira férias

BRASÍLIA (Reuters) - Depois de passar por uma nova onde de ataques políticos da oposição e concluir a formatação da proposta do novo marco regulatório para o setor do petróleo, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, resolveu tirar uns dias de férias. Segundo o Diário Oficial da União desta terça-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou na sexta-feira a ministra a sair de férias relativas a 2008 até o dia 11. Dilma deve voltar ao trabalho na segunda-feira 14.

Reuters |

Recentemente, a ministra foi alvo de críticas da oposição depois que a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira afirmou que recebeu um pedido de Dilma para agilizar as investigações sobre um filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), um aliado do governo.

Lina disse em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que interpretou a demanda como uma ordem para beneficiar o filho do presidente do Senado. A ministra nega que tenha tratado desse tema com a então secretária.

O episódio impactou negativamente na pré-candidatura à Presidência da ministra, avaliou nesta terça-feira uma pesquisa CNT/Sensus.

Nas últimas semanas, Dilma chegou a reduzir o volume de trabalho por conta dos efeitos do tratamento de radioterapia realizado contra um linfoma.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG