O depoimento do empresário Nenê Constantino, fundador da Gol Linhas Aéreas, acusado de mandante de dois assassinatos, foi prorrogado. O interrogatório estava previsto para esta sexta-feira, mas segundo a delegada Renata Malafaia, uma das responsáveis pelas investigações, surgiram novas informações no caso e, portanto, o depoimento teve que ser adiado

Surgiram novas informações que não são sobre ele [Constantino], mas relacionadas a ele. Como o interrogatório será por último, decidimos adiar para daqui duas semanas, disse Renata ao Congresso em Foco. O depoimento será feito à Polícia Civil do Distrito Federal.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.