Depoimento de Dilma no Senado é remarcado para o dia 7

BRASÍLIA - O depoimento da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na Comissão de Infra-Estrutura do Senado foi remarcado para o dia 7 de maio. Inicialmente, a reunião estava marcada para a próxima quarta-feira, mas segundo o presidente da Comissão, senador Marconi Perillo (PSDB-GO), os senadores pediram para desmarcar por conta do feriado de 1 de maio (Dia do Trabalhador).

Agência Brasil |

Dilma Rousseff foi convocada para falar sobre as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas não haverá impedimento para que os senadores a questionem sobre o suposto do dossiê de gastos presidenciais no governo Fernando Henrique Cardoso.

Dilma disse nesta quinta-feira estar "preparada" para ir à Comissão no dia 30 ou em outro dia que for "da conveniência dos senadores".

A ministra está no Japão e embarcará de volta ao Brasil no sábado. "Terça-feira de manhã já estarei trabalhando", afirmou, depois de representar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cerimônia de comemoração dos 100 anos de imigração japonesa para o Brasil. "Estou preparada para ir dia 30, se for conveniente para os senadores. Se não for, vou no dia em que foi negociado. Não tem nenhum problema."

Leia mais sobre: dossiê

    Leia tudo sobre: dossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG